Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

Paralisação Nacional contra a Reforma da Previdência e Terceirização reúne mais de 35 mil pessoas em Fortaleza

O Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Ceará (ADUFC-Sindicato) participou, na tarde desta sexta-feira (31), de mais um ato nacional contra a Reforma da Previdência e a Terceirização. A manifestação organizada pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo – em parceria com Sindicatos, Entidades de Classes, Movimentos Sociais e Sociedade Civil Organizada – contou com a participação de mais de 35 mil trabalhadores que lutam para que seus direitos sejam mantidos.

O objetivo principal da Paralisação Nacional foi levar às ruas o debate sobre os impactos negativos da Proposta de Emenda Constitucional (PEC 287) na vida do trabalhador, do aposentado e do pensionista brasileiro. A manifestação contrária à Reforma teve concentração às 15 horas, na Praça Clóvis Berviláqua (Praça da Bandeira), em frente à Faculdade de Direito, seguindo em caminhada até a Praça do Ferreira, no Centro.

De acordo com a professora da faculdade de medicina da Universidade Federal do Ceará, UFC, Helena Serra Azul, é importante que a população saiba pelo que o país vem passando e que lute pelos seus direitos. “É fundamental que a sociedade vá às ruas para conseguir barrar estes projetos de desmonte do país. Não há outra saída, a não ser o movimento e a luta pelos direitos de todos os trabalhadores”, disse.

As entidades estimam que os protestos estão “preparando” o País para uma greve geral prevista para acontecer no dia 28 de abril, com toda a representação servidores públicos, em defesa das pautas trabalhistas.

A professora aposentada Mirtes Mirian do Instituto de Cultura e Arte (ICA) da UFC frisou a importância de momentos como este para informar a população que o que está em jogo na verdade, são muitos anos de conquistas de todas as classes. “Nós esperamos que a população em hipótese nenhuma aceite esse desmonte que estão propondo à todas as áreas. Que todos os trabalhadores se unam e lutem contra essa reforma da previdência e contra a reforma trabalhista”, afirmou.

Campanha contra a Reforma da Previdência

A Reforma da Previdência (PEC 287) pretende limitar direitos e impor os déficits da Administração Pública Federal ao bolso do cidadão e da cidadã brasileira, o que coloca em risco a aposentadoria e outros benefícios previdenciários – como o seguro-desemprego – com a justificativa de manter a sustentabilidade do sistema e sanar um possível rombo orçamentário nas contas da Previdência Social.

Diante deste cenário, o Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Ceará (ADUFC – Sindicato) está realizando Campanha para debater e dialogar com a comunidade acadêmica e a sociedade civil, sobre a atual situação da Seguridade Social no Brasil, incentivando a fiscalização do uso do dinheiro público e construindo soluções que não atinjam o futuro de tranquilidade e dignidade tão sonhado pelos brasileiros após anos de contribuição.

É sobre todos nós! É sobre nosso futuro!

Deixe um comentário

Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará

Av. da Universidade, 2346 – Benfica – Fortaleza/CE
E-mail: secretaria@adufc.org.br | Telefone: (85) 3066-1818

© 2024. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Web-az

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]