Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

RETORNO PRESENCIAL SEGURO – Reitoria da UFC se omite em relação a passaporte vacinal e ataca professores do Departamento de Saúde Comunitária

Professores e professoras que compõem o colegiado do Departamento de Saúde Comunitária (DSC) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (FAMED/UFC) foram atacados/as em nota da Reitoria publicada ontem (15/2) no portal da instituição. O ataque, despropositado e autoritário, deixa clara a omissão reiterada da Reitoria da UFC com relação à necessidade de implantação do passaporte vacinal e outras medidas imprescindíveis para o retorno presencial das atividades acadêmicas.

A comprovação de vacinação completa para Covid-19 para a retomada de atividades sociais no contexto da pandemia, também chamado passaporte vacinal, é medida respaldada internacionalmente e nacionalmente por normas sanitárias e legais, e pela ciência. Manifestações do Supremo Tribunal Federal (STF) e decretos governamentais dão subsídio legal à medida. Somada a outros critérios como cenário epidemiológico favorável, uso de máscaras e garantia de ambientes seguros, a implantação do passaporte vacinal possibilita planejar antecipadamente o desenvolvimento de atividades presenciais minimamente seguras.

São exatamente estas as medidas sugeridas pela unanimidade do colegiado do DSC em nota divulgada após reunião ocorrida em 14 de fevereiro último.

A diretoria da ADUFC entende que a nota da intervenção na UFC demonstra desrespeito, autoritarismo e despreparo para o enfrentamento do desafio da pandemia de Covid-19, bem como falta de planejamento e diálogo para um eventual retorno presencial das atividades acadêmicas. A Reitoria deveria apoiar os professores do DSC, um departamento que colabora cientificamente para a divulgação dos cuidados sanitários da instituição, ao invés de atacar de forma desrespeitosa, uma vez que as sugestões deste colegiado são oportunas e as mais claras e óbvias para o momento.

A Reitoria demonstra também estar desinformada e desconectada do cotidiano do campus do Porangabuçu. Além do DSC, outros Departamentos da Faculdade de Medicina se manifestaram com relação à necessidade de medidas urgentes de planejamento e segurança sanitária. O colegiado do curso de Medicina, formado por representantes de sete departamentos, reunido ontem (15/2) pela manhã, também deliberou pela obrigatoriedade do passaporte vacinal para atividades presenciais, além de outras medidas.

Estranhamente, a Reitoria escolheu atacar o DSC. Todavia, a mobilização no referido campus e na universidade, em geral, pela implementação do passaporte vacinal é ampla entre professores, técnicos e alunos. A razão para o ataque da Reitoria ao DSC parece residir no fato de esta unidade reunir número expressivo de pesquisadores nas áreas de saúde pública, epidemiologia e infectologia, áreas do conhecimento prioritárias para um enfrentamento correto de uma pandemia. A Reitoria parece desprezar estas áreas do conhecimento.

A nota da Reitoria faz menção a um Comitê Interno de Enfrentamento ao Coronavírus. Uma busca atenta no site da instituição não se alcança qualquer ata de reuniões, nem tampouco qualquer calendário de reuniões deste comitê. Seria importante que, em alusão ao princípio da transparência, a Reitoria publicizasse todos os atos do Comitê.

A diretoria da ADUFC-Sindicato já se manifestou reiteradas vezes com relação à omissão da Reitoria da UFC e com relação à necessidade de um amplo debate sobre retorno presencial. Vem dialogando, inclusive, com vários departamentos e o movimento estudantil da universidade, que também já divulgou nota conjunta (26/1), demandando posicionamento dos gestores da instituição, do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), do Conselho Universitário (Consuni) e da reitoria acerca da exigência do comprovante de vacina como medida adicional de proteção biossanitária para um retorno seguro às atividades presenciais na instituição.

Seguimos cobrando medidas e defendendo a ciência e a vida. Convocamos os demais colegiados a discutir medidas consideradas necessárias para um retorno presencial seguro e a também se manifestar nesse sentido. Por fim, a diretoria da ADUFC repudia a atitude da Reitoria e se solidariza com professoras e professores do Departamento de Saúde Comunitária da FAMED/UFC.

Fortaleza, 16 de fevereiro de 2022
Diretoria da ADUFC-Sindicato
Gestão Resistir e Avançar (Biênio 2021-2023)

Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará

Av. da Universidade, 2346 – Benfica – Fortaleza/CE
E-mail: secretaria@adufc.org.br | Telefone: (85) 3066-1818

© 2024. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Web-az

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]