Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

SEMANA DO PROFESSOR/A – Evento apresenta atrações artísticas conectadas ao pensamento de Freire e às lutas sociais

A Semana do Professor e da Professora da ADUFC, que inicia na segunda-feira (11/10), traz dezenas de atividades em uma programação diversificada pautadas pelo tema “Paulo Freire Hoje: educação para a liberdade”. Além de mesas de debates, oficinas e minicursos inspirados pelo pensamento do filósofo e educador, o evento apresenta atrações artísticas durante a semana conectadas aos ensinamentos de Freire. Shows, círculo de cultura e peça de teatro figuram entre esses espetáculos que reafirmam a resistência cultural, as lutas sociais e o projeto de um mundo mais justo e revolucionário.

Já na abertura da Semana, na noite do dia 11, o público assistirá ao show “De sons a saberes: Paulo Freire e Izaíra Silvino, uma homenagem do Grupo 30 Cordas”, uma espécie de “viagem através das fronteiras das músicas popular e erudita”. Essa é a definição do grupo formado por cinco violonistas que transitam por sonoridades populares e clássicas da música ocidental, utilizando a linguagem da música instrumental. E que enriquece sua sonoridade incorporando outros instrumentos de cordas pinçadas, como o ukulelê, o baixolão, a viola caipira, além do violão de sete cordas.

Ao longo da apresentação, o Grupo 30 Cordas vai declamar citações de Freire e da Profª Izaíra Silvino, que faleceu em agosto deste ano, para inspirar o público a refletir sobre como a educação é uma ferramenta de transformação e de desenvolvimento socioeconômico. “Faremos o nosso tributo ao centenário de Paulo Freire como pedagogo comprometido com a democratização do conhecimento e a justiça social. Também queremos prestar a nossa homenagem à saudosa maestrina e educadora cearense Izaíra Silvino, fundadora do Curso de Música da UFC e personalidade de destaque das artes, da cultura e da educação no estado do Ceará”, destaca o jornalista e músico Marco Fukuda, do Grupo 30 Cordas.

Na noite de quinta-feira (14/10), a Banda Sol na Macambira apresenta o show “O Trovador do Tempo” e canta da indignação à resistência e beleza dos terreiros do sertão. Com músicas autorais, descortina o Cariri cantado e poetizado a partir do imaginário popular, dos terreiros culturais, das lutas sociais e da mistura sonora que evidencia a contemporaneidade do ancestral. A banda é formada por lutadores sociais e desenvolve ações nas áreas da educação, cultura, tradição, patrimônio, saúde, arte, desenvolvimento social e meio ambiente.

Jean Alex, o integrante mais antigo da Sol na Macambira, fundada ainda em 2005, explica que a banda surgiu a partir de narrativas que mesclavam educação popular e música. O cenário era Juazeiro do Norte, na região do Cariri. “A música é um elemento essencial de transformação social, de educação e de entendimento sobre o mundo (…). A música está para a liberdade assim como a educação”, compara. O show “O Trovador do Tempo” é um acúmulo da trajetória de 16 anos do grupo, envolve “partilha e caminhada” e faz referências a grandes mestres da cultura popular.  “O álbum faz esse passeio pelas perspectivas dos trovadores do tempo, apontando seres encantados que são referências”, diz.

A Semana do Professor e da Professora da ADUFC será encerrada na sexta-feira (15), com a peça teatral “Napoleão”, do Grupo Pavilhão da Magnólia, que iniciará às 20h. O texto e a direção são de Marcelo Romagnoli (SP), e o espetáculo teve estreia na 9º edição do TIC – Festival Internacional de Teatro Infantil do Ceará. O enredo narra a história de um menino tímido cujo sonho é cantar, e sua maior aventura é tentar entender o mundo ao seu redor. A peça aborda a infância contemporânea e os desafios que ela traz à família e à educação. 

Napoleão é um espetáculo que fala de liberdade e autonomia, pilares indissociáveis dos ensinamentos de Paulo Freire. “A jornada de Napoleão passa pela família, escola e sociedade. Ainda criança, ele já vivencia o autoritarismo e o conservadorismo, mas traz consigo a música, logo a arte é sua aliada para imaginar outros caminhos possíveis, sonhando acordado em ser uma estrela de rock”, ressalta Jota Júnior Santos, um dos atores da peça. “Na escola, a professora, mesmo cansada, não desiste, prega a liberdade e ensina sobre o amor. A peça é uma experiência para crianças e toda a família”, pontua.

Toda a programação da Semana do Professor e da Professora da ADUFC será aberta ao público e transmitida no YouTube da ADUFC-Sindicato. A programação completa também está disponível no site da ADUFC.

Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará

Av. da Universidade, 2346 – Benfica – Fortaleza/CE
E-mail: secretaria@adufc.org.br | Telefone: (85) 3066-1818

© 2024. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Web-az

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]