Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

SEGURANÇA ALIMENTAR – ADUFC presta solidariedade a estudantes da UFC e exige controle sanitário das refeições oferecidas na universidade

A Diretoria da ADUFC-Sindicato e o Grupo de Trabalho (GT) Saúde (biênio 2021-2023) prestam solidariedade a estudantes da Universidade Federal do Ceará (UFC) que têm recebido refeições de qualidade nutricional questionável e sem controle das condições sanitárias. Também cobramos que a administração superior da universidade cumpra a sua obrigação de garantir comida segura e saudável a toda a comunidade acadêmica, adotando postura firme e efetiva com a empresa terceirizada responsável pela distribuição dos alimentos e acionando a Vigilância Sanitária para fiscalizar as condições de produção.

Na última segunda-feira (16/8), foi divulgada na imprensa local matéria denunciando que um estudante chegou a encontrar um caramujo na comida distribuída pela UFC. O fato é lamentável e muito grave por colocar em risco a saúde de estudantes, servidores técnico-administrativos e docentes que se alimentam da comida distribuída pela universidade. Salientamos que a presença de parasitas e microorganismos significa que o alimento não é seguro. O caso, no entanto, não é isolado, conforme apontam estudantes que recebem quentinhas da universidade, hoje produzidas por empresa terceirizada.

A situação narrada por discentes é de insegurança alimentar. Frutas apodrecidas, comidas estragadas sendo oferecidas pela universidade, inclusive com relatos de idas a emergências médicas por suspeita de intoxicação alimentar. Solidarizamo-nos, pois, com os alunos que tiveram o direito a uma alimentação segura violado e esperamos que nenhum integrante da comunidade acadêmica sofra consequências mais graves em decorrência desse cenário.

É fundamental que a Reitoria da UFC tome um posicionamento mais firme de fiscalização e cobrança da empresa que hoje produz os alimentos dos/as estudantes, ISM Gomes de Mattos, para garantir comida de boa qualidade e com segurança sanitária a toda a comunidade acadêmica. Também é necessário que os/as estudantes sejam respeitados em suas restrições alimentares, a exemplo dos/as que optam pela alimentação vegetariana, o que não vem ocorrendo atualmente.

Reivindicamos, ainda, que a administração superior da UFC acione a Vigilância Sanitária para uma nova vistoria na empresa responsável pela produção alimentar sob responsabilidade da universidade. A vistoria deverá ser feita com urgência e com a participação da Vigilância Sanitária, administração superior e representação estudantil. Também deve ser exigido da empresa um alvará sanitário vigente para que a comunidade acadêmica fique ciente de que as refeições a que tem acesso são saudáveis e obedecem às condições sanitárias de produção e distribuição.

Fortaleza, 17 de agosto de 2021

Diretoria da ADUFC-Sindicato
Grupo de Trabalho (GT) Saúde
Gestão Resistir e Avançar (Biênio 2021-2023)

Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará

Av. da Universidade, 2346 – Benfica – Fortaleza/CE
E-mail: secretaria@adufc.org.br | Telefone: (85) 3066-1818

© 2024. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Web-az

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]