Pular para o conteúdo Vá para o rodapé

ADUFC APOIA – Entidades da sociedade civil realizam 2ª Marcha pela Vida nesta quarta-feira (9/6): um ano de luto e luta

“Vacina no braço, comida no prato e Fora Bolsonaro! Auxílio emergencial de R$ 600, em defesa da vida e do SUS!”. Baseadas nesses pilares, a Frente pela Vida e a Marcha pela Vida organizam suas ações nesta quarta-feira (9/6), contando também com o apoio da ADUFC. Será um dia de atividades virtuais promovidas por diversas entidades e organizações, culminando num ato político às 17 horas e que reunirá lideranças políticas, científicas e culturais.

Perto de alcançar a triste marca de quase 500 mil mortes e quase 17 milhões de casos, a Frente Pela Vida relembra e retoma sua mobilização de lançamento com a realização da 2ª Marcha Pela Vida. Lançada em maio de 2020 por entidades científicas nacionais da Saúde Coletiva, Bioética, Ciência e Tecnologia e outras, a Frente Pela Vida vem promovendo posicionamentos com embasamento científico e social para auxiliar uma melhor resposta da sociedade brasileira à pandemia do SARS-CoV-2.

Se na sua declaração inicial a Marcha destacou o direito à vida como bem mais relevante e inalienável da pessoa humana; o estabelecimento de medidas de prevenção e controle com base na ciência; a defesa do SUS; e valores como solidariedade, preservação do meio ambiente e da biodiversidade e democracia, passado um ano o quadro da pandemia se agravou, mas a sociedade civil não ficou inerte.

Em julho de 2020, a Frente pela Vida lançou o “Plano Nacional de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19”, redigido por cerca de 60 especialistas representantes de 15 associações científicas da saúde. Em outubro, elaborou o Manifesto “Ocupar Escolas, Proteger Pessoas e Valorizar a Educação”, numa ação conjunta com entidades da Educação e que resultou mais recentemente no documento “Saúde, Educação e Assistência Social em defesa da democracia e da vida”, com a adesão das entidades da Assistência e militantes do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), lançado em fevereiro deste ano.

Para esta 2ª Marcha, a Frente Pela Vida exige vacina no braço, comida no prato e auxílio emergencial de R$ 600, bandeiras que unem brasileiros e brasileiras em todo o país. Conclama também por uma ampla mobilização nacional para exigir a aceleração da vacinação; a retomada do valor do auxílio emergencial de 2020; medidas robustas de proteção social e contra fome, e o reforço das medidas de saúde pública, com fortalecimento do SUS, da educação e ciência e tecnologia públicas. Para viabilização dessas políticas é indispensável a revogação da Emenda Constitucional (EC) 95, que asfixiou o Estado brasileiro, congelando investimentos por 20 anos. A Frente reforça também a palavra de ordem do Fora Bolsonaro, “por total compreensão de que só poderemos vencer a pandemia com o fim de seu governo genocida”, afirma o movimento.

A Frente pela Vida foi lançada oficialmente no dia 29 de maio do ano passado, em uma discussão virtual aberta que foi transmitida pela TV Abrasco, da Associação Brasileira de Saúde Coletiva. Ela tem convidado todos os setores da sociedade brasileira a participar do movimento, que escolheu o dia 9 de junho de 2020 para realizar uma marcha virtual pela vida. À época, o Brasil contabilizava 25 mil vidas perdidas para a Covid-19. A atividade se repete em 2021, quando esse número saltou para quase meio milhão de mortes.

Veja como se somar à 2ª Marcha pela Vida:

Nove entidades estão à frente da organização da Frente pela Vida: Associação Brasileira de Imprensa (ABI), Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes), Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Conselho Nacional de Saúde (CNS/MS), Associação Brasileira Rede Unida (Rede Unida), Sociedade Brasileira de Bioética (SBB) e Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

As entidades estão se mobilizando para atividades ao longo do dia, encerrando com o ato político às 17 horas, com transmissão pela TV Abrasco. Na manhã desta quarta-feira (9/6), as entidades farão atividades virtuais e organizativas próprias. A sociedade será convocada a fazer uso do aplicativo Maniff, realizando através dele uma manifestação virtual em Brasília. Junto ao aplicativo, um tuitaço chamará a atenção da sociedade. O ato virtual final está marcado para ter início às 17 horas, gerado pela TV Abrasco e com retransmissão das demais entidades.

Como protestar: a partir das 9 horas, clique e acesse o local virtual da manifestação. Localize o cursor sobre a “Esplanada dos Ministérios”; escreva, no campo “Slogan”, sua frase, seu grito, sua indignação, e clique no botão vermelho “Manifeste-se!”. Pronto, está criado o seu avatar. Eles permanecem na manifestação por 24 horas.

Às 16 horas, ocorrerá tuitaço com as hashtags #UmAnodeLutaeLuto e #FrentePelaVida. Some-se nessa luta! Ajude a mobilizar mais pessoas!

(*) Com informações do movimento Marcha Virtual pela Vida.

(**) A adesão ao movimento e mais informações podem ser obtidas AQUI. O link para o Manifesto da 2ª Marcha pela Vida pode ser acessado AQUI e as artes do evento também podem ser compartilhadas.

Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará

Av. da Universidade, 2346 – Benfica – Fortaleza/CE
E-mail: secretaria@adufc.org.br | Telefone: (85) 3066-1818

© 2024. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Web-az

© 2024 Kicker. All Rights Reserved.

Sign Up to Our Newsletter

Be the first to know the latest updates

[yikes-mailchimp form="1"]